Conforme anunciado em dezembro, Microsoft Cloud Computing chegou ao Brasil: no último dia 5 de junho a empresa iniciou as atividades da nova região Azure no país. A Microsoft adicionou um novo datacenter, localizado em São Paulo, às outras nove regiões que já compunham sua plataforma de cloud computing mundial. A região foi batizada de South Brazil (São Paulo).

Acima de tudo, isso significa uma redução significativa na latência (acelerando o tempo de resposta) dos sistemas armazenados na nova região para os usuários brasileiros. Um teste simples utilizando a ferramenta AzurePing.info dá uma boa ideia de quão mais baixo será o tempo de resposta de um sistema rodando em São Paulo para os usuários brasileiros, quando comparado com as outras regiões (teste realizado a partir do laboratório da OPUS Software na cidade de São Paulo):

 

MCS AGORA NO BRASIL_F1

 

A nova região também permitirá que aplicações que são obrigadas a manter os dados no Brasil, por motivos regulatórios, possam rodar na nuvem da Microsoft.

Em particular, na OPUS, já estamos trabalhando para migrar a aplicação de nossa parceira Wiki4Fit para a nova região. Originalmente, a aplicação da Wiki4Fit rodava na AWS, mas no ano passado a empresa foi premiada no Spark Awards 2013 e ganhou da Microsoft um crédito significativo para usar na plataforma Azure. No início deste ano, migramos a aplicação para a nuvem da Microsoft (região East USA), mas o tempo de resposta em relação à versão que rodava na região São Paulo da AWS aumentou de maneira perceptível. Considerando a redução de latência do novo datacenter da Microsoft para usuários do Brasil, estamos ansiosos para ver a melhoria na experiência do usuário que a migração para a nova região certamente proporcionará.

 

Estudo de Caso: Como Reduzir a Conta do Amazon Web Services
Fornecedores de Computação em Nuvem disputam preços

Compartilhe

Compartilhe este post com seus amigos