Escolher a melhor abordagem tecnológica para desenvolver aplicativos mobile é extremamente importante. De acordo com a Cisco Visual Networking Index (VNI) até 2021 haverão mais smartphones (5,5 bilhões) do que contas bancárias (5,4 bilhões), água canalizada (5,3 bilhões) e telefones fixos (2,9 bilhões).

Para obter sucesso na criação de aplicativos, é necessário considerar o comportamento do seu público, controlar o orçamento e escolher uma tecnologia que não se torne ultrapassada no curto prazo, limite suas opções de inovação e crie dependência a outros sistemas ou até mesmo desenvolvedores

Essa é uma decisão complexa e precisará ser tomada em algum momento por todas as empresas. Cada solução tecnológica possui pontos fracos e fortes e, apenas bons profissionais da área de tecnologia poderão fazer esse tipo de recomendação para sua empresa. Porém, você conhece as diferenças básicas entre desenvolver aplicativos nativos, plataformas híbridas e páginas responsivas? Neste texto, iremos analisar as vantagens e desvantagens de cada abordagem tecnológica para desenvolvimento de aplicativos mobile. Você também verá:

 1. Apps Nativos (Android e iOS)
2. Página mobile responsiva
3Plataforma Híbrida
4. Qual é a melhor solução para desenvolver app mobile para minha empresa?

 

1. Aplicativos Nativos (Android e iOS)

Os apps mobile nativos são aqueles desenvolvidos para uma plataforma específica, usando linguagens de programação próprias da plataforma. Por exemplo, a linguagem Java é utilizada pelo sistema Android e Swift é para iOS (Apple). Segundo o IDC, essas duas plataformas são utilizadas por 99,7% dos smartphones no mundo.

Prós de usar a solução

Os apps mobile nativos são otimizados para a plataforma, ou seja, oferecem uma ótima performance, processamento de informações e integrações com o OS (Operation System). Eles funcionam de forma fluída e rápida, o que é essencial para aplicativos com interfaces de usuários (UI) elaboradas.

Contras de se usar a solução

A empresa deverá desenvolver duas aplicações distintas para atender boa parte do mercado. Inicialmente, será necessário realizar maiores investimentos no desenvolvimento do app para iOS e android. Por serem dois apps, a manutenção e suporte deles também gerará impactos no orçamento da empresa a longo prazo.

A publicação e as atualizações dos aplicativos nativos ocorrem por meio das lojas virtuais oficiais (App Store e Play Store) e estão sujeitas a diversas regras e processos. Isso significa que o ciclo de atualizações é muito mais longo para seus aplicativos móveis.

Cenário ideal para o uso

  • Apps complexos ou focados na experiência do usuário;
  • Exigência de processamento de dados pesado.

2. Página mobile responsiva

A página mobile responsiva adequa-se ao tamanho da tela do usuário. É muito fácil criar um site que funcione para usuários de desktop e dispositivos móveis.

Prós da solução

Essa é a solução mais rápida para lançar uma versão amigável para smartphones. O custo de inicialização, manutenção e suporte são muito inferiores ao de um app mobile nativo. Há apenas uma versão para gerenciar e oferecer suporte. Isso significa que o ciclo de atualizações diante de feedbacks e de erros encontrados é muito rápido. Por ser uma página, é possível realizar inúmeros atualizações ao dia.

Contras da solução

O processamento será realizado no servidor da Web e não pelo smartphone. O resultado para o usuário é um desempenho muito mais lento do que com um app mobile nativo. Outro ponto é a que interface do usuário será prejudicada por estar usando um navegador para web – que também não poderá acessar certos recursos do gadget como câmera.

Cenário Ideal

  • Baixo investimento;
  • Interações do usuário relativamente simples;
  • Processamento de dados será feito no servidor web.

3. Plataforma híbrida

Os apps móveis multiplataforma são desenvolvidos em uma única linguagem que pode ser convertida para o dispositivo iOS e para o dispositivo Android. Eles combinam o desempenho e a experiência encontrados em um aplicativo móvel nativo com a acessibilidade de uma página responsiva na web.

Essa abordagem se chama plataforma híbrida, está em evolução e vem se tornando uma tendência no desenvolvimento de aplicativos para dispositivos móveis. Há duas grandes plataformas em uso no momento:

  • Xamarin é uma plataforma de desenvolvimento de aplicativos móveis que utiliza linguagens da Microsoft (C#, .NET e Visual Studio) para criar apps nativos iOS, Android e Windows.
  • React Native é a abordagem mais recente, desenvolvida pelo Facebook, baseada em JavaScript e que consiste em uma série de ferramentas que viabilizam a criação de aplicações móveis nativas para a plataforma iOS e Android.

Prós da solução

Essa abordagem cria apenas uma base de código, eliminando a complexidade de desenvolver e atualizar dois apps em linguagens diferentes. Diante disso, seus custos de desenvolvimento e manutenção serão muito menores. Para aplicativos móveis relativamente simples, o desempenho é muito similar ao de um app nativo e a experiência do usuário também é próxima – inclusive, é possível acessar todos os recursos do dispositivo móvel como a câmera. Cada plataforma possui vantagens específicas:

  • O Xamarin é ideal para empresas que já usam ferramentas da Microsoft como padrão e possuem desenvolvedores internos em C # ou .NET.
  • React Native usa JavaScript (uma das linguagens de programação mais usadas) e é muito fácil encontrar desenvolvedores.

Contras da solução

Os apps móveis com interfaces complexas, logo muitas linhas de código serão específicas para a plataforma iOS ou Android. A solução é desenvolver componentes nativos e há grandes possibilidades de perder o benefício de gerenciar apenas uma base de código. Cada plataforma também possui desvantagens específicas:

  • Muito parecido com o desenvolvimento nativo, o Xamarin exige que os desenvolvedores invistam tempo para compilar todas as alterações de código antes de testá-las.
  • A React Native é recente, está se desenvolvendo e ainda é difícil encontrar certas informações disponíveis sobre seu uso e soluções.

Cenário ideal

A plataforma híbrida oferece um meio-termo entre o desenvolvimento de um app nativo e responsivo em relação a experiência do usuário, processamento e investimentos. Isso os torna adequados para:

  • Apps que precisam gerenciar dados e fornecer uma experiência de usuário boa e simples;
  • Produtos viáveis mínimos (MVP) e protótipos simples para testar ideias e novos produtos;
  • Integração com sistemas empresariais ou usados para B2B (Xamarin).

4. Qual é a melhor solução para desenvolver aplicativos mobile para minha empresa?

Os projetos envolvendo tecnologia podem ser abordados de diversas maneiras. Antes disso, é importante que você conheça seu mercado, objetivos macros desejados com o app mobile, seu orçamento e tempo de implantação.

A Opus Software possui 30 anos de experiência desenvolvendo softwares personalizados para diferentes segmentos e pode ajudar a desenvolver e estabelecer uma estratégia inteligente de tecnologia móvel e dar o primeiro passo para a criação e manutenção de um produto bem-sucedido. Entre em contato conosco para saber mais.

 

Software sob medida: 6 passos para um projeto de sucesso
Design Thinking em projetos de desenvolvimento de software

Compartilhe

Compartilhe este post com seus amigos